FELICIDADE NÃO É POR ACASO

FELICIDADE NÃO É POR ACASO

FELICIDADE NÃO É POR ACASO

FELICIDADE NÃO É POR ACASO

FELICIDADE NÃO É POR ACASO

Felicidade é Contagiante – Não é por acaso – Conheça seus segredos

A ideia de felicidade surgiu na Grécia com o filósofo Sócrates, que sugeriu que a busca da felicidade é responsabilidade do ser humano e não do acaso.

A felicidade é o que leva uma pessoa ao sucesso e não o contrário.

Para cada um o sucesso é medido de acordo com os padrões à nossa volta. Então se perguntarmos: Qual a finalidade da vida? A resposta é a felicidade.

E o que é a vida? A própria felicidade.

Mas porque o homem é infeliz? Porque vive no passado, tem medo do futuro e descuida-se do presente.

Vive infeliz porque não aprendeu a dar, mas só a colher.

Não devemos correr atrás da felicidade, mas sim senti-la e transmiti-la. É como uma flor que não se preocupa com quem merece, mas exala seu perfume incondicionalmente e aquele que souber captar o seu aroma sentirá os seus benefícios.

Felicidade é contagiante

A felicidade se espalha de forma muito ampla ao longo de uma rede social, atingindo não apenas as pessoas diretamente envolvidas, mas em média – pessoas com até 3 gerações de afastamento da pessoa que foi a fonte geradora daquela mensagem.

Os cientistas também descobriram que a felicidade se espalha muito mais rapidamente do que a tristeza e a depressão e parece ter um efeito muito mais poderoso até mesmo do que o dinheiro.

Estudos científicos sobre a Felicidade

Os cientistas se interessam pela felicidade há muito tempo. Eles já estudaram o efeito de tudo, incluindo ganhar na loteria, perder o emprego e ficar doente, mas até agora nunca considerou o efeito total da felicidade sobre as outras pessoas. As redes sociais nos mostram que a felicidade pode se espalhar de uma pessoa para outra pessoa e assim sucessivamente para outras, em uma reação em cadeia através de toda rede social.

A Felicidade dos outros é a nossa Felicidade

“Um dos principais determinantes da felicidade humana é a felicidade dos outros”, afirma Christakis, autor sobre um estudo sobre felicidade.

Sabemos através de observações psicológicas, que as emoções humanas são um fenômeno coletivo e não apenas individual.

Numa pesquisa foram usadas técnicas para avaliar a felicidade, num grupo de 4.739 pessoas, entre 1983 a 2003, recriando a rede social na qual elas estavam inseridas. Para medir o bem estar emocional das pessoas, eles se basearam nas avaliações dos participantes quanto a quatro afirmativas:

– Eu sou otimista quanto ao futuro.

-Eu sou feliz.

-Eu curto a vida.

-Eu sinto que sou tão bom quanto todas as outras pessoas.

O Benefício de amigos felizes

A pesquisa mostrou que a felicidade adora companhia. Pessoas felizes tendem a se reunir e de forma geral, pessoas com mais contatos sociais parecem ser mais felizes.

Contudo, apenas o número de contatos não explica a felicidade de alguém.

Em média, cada amigo feliz aumenta sua própria chance de ser feliz em 9%. Cada amigo infeliz diminui essa chance em 7%, ou seja – a felicidade é mais contagiante do que a infelicidade.

Você tem 15% mais probabilidade de ser feliz se for diretamente conectado a uma pessoa feliz; 10% se seu amigo tiver um amigo feliz; e 6% se seu amigo tiver um amigo que tenha um amigo feliz.

Felicidade é melhor do que dinheiro

Os efeitos que observamos podem não parecer tão grandes a princípio, mas considere que uma renda extra de R$ 10.000,00 foi associada a um aumento de apenas 2% na felicidade e aí você verá que o poder das outras pessoas é incrível.

Alguém que você não conhece e com quem nunca se encontrou – o amigo de um amigo de um amigo, pode ter uma influência em sua felicidade maior do que milhares de reais a mais em seu bolso.

O Tempo é o senhor de tudo nos relacionamentos

Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com uma outra pessoa, você precisa primeiramente – não precisar dela.

O segredo é “não correr atrás das borboletas…. e cuidar do jardim para que elas venham até você”.

No final das contas você vai achar, não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você! Pessoas felizes ou infelizes valorizam o que acham que merecem (negativo ou positivo).

Felicidade está associada também à liberdade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *