A Carência afetiva e suas armadilhas

A Carência afetiva e suas armadilhas

 

A Carência afetiva e suas armadilhas

A Carência afetiva e suas armadilhas

A Carência afetiva e suas armadilhas

A Carência afetiva

 

Recentemente vendo uma reportagem sobre mulheres que caíram no golpe da promessa do amor na internet no programa fantástico me fez pensar como a carência pode nos deixar vulneráveis.

O que mais chama atenção é que são mulheres inteligentes, formadas, e algumas com a profissão de psicóloga, estou falando sobre a profissão de psicóloga, pois se trata do estudo do comportamento humano.

Este meu blog serve de alerta de como estar sana é importante, muitas pessoas podem criticar e não saber porque uma pessoa envia dinheiro para uma pessoa que nunca viu, que apenas se falaram pela internet e mesmo se a tivesse visto mudaria?

Não mudaria, pois a carência é um sentimento de falta a baixa autoestima a internet è somente mais um lugar onde estes saqueadores procuram este perfil de pessoas. mas se pode encontrar também pessoalmente na roda de “amigos”.

A carência afetiva, bem, ela pode atingir qualquer pessoa, independentemente da idade, intelecto, sexo… E por incrível que pareça, muitas destas carência são adquiridas durante a infância e a adolescência, sendo evidenciadas na vida adulta. Para algumas pessoas (especialistas), a carência está relacionada há algum desafio não superado, “fracassos”, sentir-se a feinha(o) da turma, e quando aparece aquela pessoa imaginária e que preenche estas lacunas, ai tem que se ter muita atenção, pois geralmente, é aí que a carência ataca, sabe como?

A pessoa idealizada acaba ocupando os espaços ao lado da falta de algo e aí, vira algum tipo de amor platônico que muitas vezes, é prejudicial.

A quem já leu minhas memórias e muitos conteúdos que coloco aqui, eu falo muito de se curar por dentro, de se resolver, mesmo que, para isso tenha que fazer terapia, mas lembrem-se que a vida tem que ser sempre uma terapia, não podemos esquecer nossa pontecialidade e nos amar.

Preencha as lacunas, o acreditar em si próprio é uma forma muito inteligente de preenchimento, não existe segredo, mas sei também que para muitas pessoas isso não é fácil, sem ser pretensiosa, espero que eu possa ajudar você, que possa estar se sentindo de alguma forma carente, nos precisamos ser saudáveis, manter uma mente ocupada é importante, ocupada com coisas saudáveis, conversar, sair, ler um bom livro, dançar, ouvir música, ver a natureza, fazer trabalhos manuais, descubra o que mais gosta de fazer e invista, é muito bom termos uma pessoa e acredito nisso, mas a pessoa que é uma extensão, não espere uma pessoa que a faça feliz, porque este è um dever nosso. E não esqueça que você também possui suas necessidades, se anular para o outro viver é destrutivo.

Ninguém tem a responsabilidade e o compromisso com a nossa felicidade, nós temos que partir deste princípio, somos nós que temos que lutar para sermos felizes.

Eu sempre soube que eu poderia sonhar e realizar, existem aqueles sonhos não realizados claramente, mas eu me permito te-los comigo, pois tudo existe um tempo, como acredito que o céu é o limite.

Se você é uma pessoa que faz planos, sonha e por algum motivo ainda não conseguiu alcançar os objetivos, não se fruste, veja outras possibilidades que a vida nos presenteia, quer presente maior do que estarmos vivos?

Guarde no teu coração bons momentos, boas perpectivas que tudo tem um significado, mesmo que não sabemos qual é, viver faz sentido.

Se mantenha sóbrio, não se embebede em frustrações, pois elas tem que ser vistas como desafios e lembre após um desafio se prepare para o outro e outro.

A carência afetiva pode ser superada com pequenos cuidados identifique-a. Se você aprende a reconhecer nos pequenos gestos uma atitude afetiva, você passa a se sentir muito mais suprido e feliz. Mas tão importante quanto sentir-se nutrido por colegas, amigos, familiares e filhos, é aprender a nutrir a si mesmo. Valorize suas qualidades e aprenda a reconhecer as coisas legais que você faz, a pessoa bacana que você é! Aprenda a dar a você mesmo pequenos presentes, desde uma xícara gostosa de café até uma merecida viagem de férias. Mas faça isso com consciência, sem ligar o “piloto automático”. Enquanto estiver preparando seu café, curta esse momento, perceba que você pode se afagar quando curte o prazer de deitar em lençóis cheirosos ou quando prepara a pipoca para assistir àquele filme que queria tanto ver.

Os pares que escolhemos para compartilhar a vida a dois estarão muito mais próximos de nos satisfazer afetivamente quando somos movidos pelo desejo de estarmos acompanhados, ao invés de estarmos movidos pela necessidade de suprir nossas carências. Quando estamos em paz por sabermos que somos capazes de nos suprir de diversas formas, estamos também mais alertas, conseguimos detectar melhor se a pessoa com quem estamos nos envolvendo tem as qualidades que desejamos e merecemos.

É muito importante estar “antenado” em você mesmo e reconhecer o tanto de afeto que o cerca. E antes de sair desenfreadamente buscando do lado de fora preencher os vazios do seu coração, faça antes por você mesmo o que gostaria que alguém fizesse. Ou seja, cuide de você. Ame-se!

Trabalhe isso todos os dias, não permita ser enganada (o), seja mais confiante .

 

Sinônimos de Carência

Sinônimo de carência: ausência, escassez, exiguidade, falta, pouquidade e privação

Antônimos de Carência

Antônimo de carência: abastança, abundância e fartura

No dicionário diz que a carência é um substantivo feminino que é a falta, o pouco, a ausência.

A Carência afetiva e suas armadilhas

um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *